Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas

Conte com a Arcinco 11-3941-1866 ou 11-94253-0694 para seus Sistemas de Ventilação, Exaustão e Ar Condicionado Industriais e Comerciais. E-mail:arcinco@terra.com.br

A Arcinco atua na fabricação de sistema de ventilação industrial  desde 1.987, com o objetivo de desenvolver projetos e fabricar os mais modernos sistemas de ventilação industrial e exaustão. A Arcinco alcança e ultrapassa as expectativas do mercado, surpreendendo seus clientes com a precisão nas necessidades geradas pela Globalização.

Nossa equipe de engenharia além de acompanhar todo desenvolvimento, fabricação e instalação de cada projeto, conta com assessoria jurídica ambiental, dando assim a devida regulamentação nos órgãos competentes.0058

 

Dutos para Ar Condicionado Dutos para Ar Condicionado2  Dutos para Ar Condicionado5

Dutos para Ar Condicionado3  Dutos para Ar Condicionado4 Dutos para Ar Condicionado6

Dutos para Ar Condicionado7

Contrato de Manutenção Pressurização de Escadas Contrato de Manutenção Escadas Pressurizadas Contrato de Manutenção Exaustores Contrato de Manutenção Exaustão de Lareiras Contrato de Manutenção Exaustão de Churrasqueiras Contrato de Manutenção Exaustão de Estacionamento Contrato de Manutenção Sistemas de Ventilação
Contrato de Manutenção Pressurização de Escadas 01 Contrato de Manutenção Pressurização de Escadas 02 Contrato de Manutenção Pressurização de Escadas 03 Contrato de Manutenção Pressurização de Escadas 04 Contrato de Manutenção Pressurização de Escadas 05 Contrato de Manutenção Pressurização de Escadas 06 Contrato de Manutenção Pressurização de Escadas 07
Execução de Obras Pressurização de Escadas 01 Execução de Obras Pressurização de Escadas 02 Execução de Obras Pressurização de Escadas 03 Execução de Obras Pressurização de Escadas 04 Execução de Obras Pressurização de Escadas 05 Execução de Obras Pressurização de Escadas 06 Execução de Obras Pressurização de Escadas 07
Execução de Obras Pressurização de Escadas 08 Execução de Obras Pressurização de Escadas 09 Execução de Obras Pressurização de Escadas 10 Execução de Obras Pressurização de Escadas 11 Execução de Obras Pressurização de Escadas 12 Execução de Obras Pressurização de Escadas 13 Execução de Obras Pressurização de Escadas 14
Execução de Obras Pressurização de Escadas 15 Execução de Obras Pressurização de Escadas 16 Execução de Obras Pressurização de Escadas 17 Execução de Obras Pressurização de Escadas 18 Execução de Obras Pressurização de Escadas 19 Execução de Obras Pressurização de Escadas 20 Execução de Obras Pressurização de Escadas 21
Execução de Obras Pressurização de Escadas 22 Execução de Obras Pressurização de Escadas 23 Execução de Obras Pressurização de Escadas 24 Execução de Obras Pressurização de Escadas 25 Execução de Obras Pressurização de Escadas 26 Execução de Obras Pressurização de Escadas 27 Execução de Obras Pressurização de Escadas 28
Execução de Obras Pressurização de Escadas 29 Execução de Obras Pressurização de Escadas 30 Execução de Obras Pressurização de Escadas 31 Execução de Obras Pressurização de Escadas 32 Execução de Obras Pressurização de Escadas 33 Execução de Obras Pressurização de Escadas 34 Execução de Obras Pressurização de Escadas 35
Execução de Obras Pressurização de Escadas 36 Execução de Obras Pressurização de Escadas 37 Execução de Obras Pressurização de Escadas 38 Execução de Obras Pressurização de Escadas 39 Execução de Obras Pressurização de Escadas 40 Execução de Obras Pressurização de Escadas 41 Execução de Obras Pressurização de Escadas 42
Execução de Obras Pressurização de Escadas 43 Execução de Obras Pressurização de Escadas 44 Execução de Obras Pressurização de Escadas 45 Execução de Obras Pressurização de Escadas 46 Execução de Obras Pressurização de Escadas 47 Execução de Obras Pressurização de Escadas 48 Execução de Obras Pressurização de Escadas 49
Execução de Obras Pressurização de Escadas 50 Execução de Obras Pressurização de Escadas 51 Execução de Obras Pressurização de Escadas 52 Execução de Obras Pressurização de Escadas 53 Execução de Obras Pressurização de Escadas 54 Execução de Obras Pressurização de Escadas 55 Execução de Obras Pressurização de Escadas 56
Execução de Obras Pressurização de Escadas 57 Execução de Obras Pressurização de Escadas 58 Execução de Obras Pressurização de Escadas 59 Execução de Obras Pressurização de Escadas 60 Execução de Obras Pressurização de Escadas 61 Execução de Obras Pressurização de Escadas 62 Execução de Obras Pressurização de Escadas 63
Execução de Obras Pressurização de Escadas 64 Execução de Obras Pressurização de Escadas 65 Execução de Obras Pressurização de Escadas 66 Execução de Obras Pressurização de Escadas 67 Execução de Obras Pressurização de Escadas 68 Execução de Obras Pressurização de Escadas 69 Execução de Obras Pressurização de Escadas 70
             
             
             
             
             
             

O concreto convencional, não armado, apesar de suas vantagens é frágil, detendo reduzida resistência a deformações e baixa capacidade de suportar cargas de tração. A forma de atenuar esses inconvenientes pode ser a introdução de fibras descontínuas para melhorar este comportamento. Assim, quando o concreto é reforçado com fibras tende a melhorar o comportamento quando submetido a esforços de tração, flexão e choque. Microfibras de polipropileno reduzem danos devidos à fissuração da retração plástica antes do endurecimento do concreto e as fibras de aço trabalham como reforço estrutural. O trabalho que foi desenvolvido tem por objetivo analisar as propriedades mecânicas (compressão axial, tração na flexão e tenacidade na flexão) do concreto reforçado com fibras de aço nas dosagens 20, 30 e 40kg/m³ e fibras de polipropileno nas dosagens 3, 4,5 e 6kg/m³, utilizando-se o cimento CP V - ARI, em meios normal (ao ar) e agressivo (em solução aquosa de 3% em peso de cloreto de sódio). Os agregados utilizados na composição do concreto foram a areia média e brita nº 2. Para comparação entre os compósitos, foram confeccionados 126 corpos-de-prova. Os ensaios tiveram o suporte das normas técnicas da ABNT para determinação da resistência à compressão axial, características físicas do cimento e dos agregados. Quanto à determinação da tenacidade foram utilizadas as normas ASTM C 1609/C 1609M-10 e JSCE-FS4/1994. Os resultados mostraram que os teores de fibras de aço e polipropileno contribuiram para melhorar a tenacidade, mas com relação à exposição nos meios normal e agressivo, não houve variação expressiva de comportamento para os vários tipos de compósitos estudados.