Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas Pressurização de Escadas

Conte com a Arcinco 11-3941-1866 ou 11-94253-0694 para seus Sistemas de Ventilação, Exaustão e Ar Condicionado Industriais e Comerciais. E-mail:arcinco@terra.com.br

A Arcinco atua na fabricação de sistema de ventilação industrial  desde 1.987, com o objetivo de desenvolver projetos e fabricar os mais modernos sistemas de ventilação industrial e exaustão. A Arcinco alcança e ultrapassa as expectativas do mercado, surpreendendo seus clientes com a precisão nas necessidades geradas pela Globalização.

Nossa equipe de engenharia além de acompanhar todo desenvolvimento, fabricação e instalação de cada projeto, conta com assessoria jurídica ambiental, dando assim a devida regulamentação nos órgãos competentes.0030

 

Dutos para Ar Condicionado Dutos para Ar Condicionado2  Dutos para Ar Condicionado5

Dutos para Ar Condicionado3  Dutos para Ar Condicionado4 Dutos para Ar Condicionado6

Dutos para Ar Condicionado7

Contrato de Manutenção Pressurização de Escadas Contrato de Manutenção Escadas Pressurizadas Contrato de Manutenção Exaustores Contrato de Manutenção Exaustão de Lareiras Contrato de Manutenção Exaustão de Churrasqueiras Contrato de Manutenção Exaustão de Estacionamento Contrato de Manutenção Sistemas de Ventilação
Contrato de Manutenção Pressurização de Escadas 01 Contrato de Manutenção Pressurização de Escadas 02 Contrato de Manutenção Pressurização de Escadas 03 Contrato de Manutenção Pressurização de Escadas 04 Contrato de Manutenção Pressurização de Escadas 05 Contrato de Manutenção Pressurização de Escadas 06 Contrato de Manutenção Pressurização de Escadas 07
Execução de Obras Pressurização de Escadas 01 Execução de Obras Pressurização de Escadas 02 Execução de Obras Pressurização de Escadas 03 Execução de Obras Pressurização de Escadas 04 Execução de Obras Pressurização de Escadas 05 Execução de Obras Pressurização de Escadas 06 Execução de Obras Pressurização de Escadas 07
Execução de Obras Pressurização de Escadas 08 Execução de Obras Pressurização de Escadas 09 Execução de Obras Pressurização de Escadas 10 Execução de Obras Pressurização de Escadas 11 Execução de Obras Pressurização de Escadas 12 Execução de Obras Pressurização de Escadas 13 Execução de Obras Pressurização de Escadas 14
Execução de Obras Pressurização de Escadas 15 Execução de Obras Pressurização de Escadas 16 Execução de Obras Pressurização de Escadas 17 Execução de Obras Pressurização de Escadas 18 Execução de Obras Pressurização de Escadas 19 Execução de Obras Pressurização de Escadas 20 Execução de Obras Pressurização de Escadas 21
Execução de Obras Pressurização de Escadas 22 Execução de Obras Pressurização de Escadas 23 Execução de Obras Pressurização de Escadas 24 Execução de Obras Pressurização de Escadas 25 Execução de Obras Pressurização de Escadas 26 Execução de Obras Pressurização de Escadas 27 Execução de Obras Pressurização de Escadas 28
Execução de Obras Pressurização de Escadas 29 Execução de Obras Pressurização de Escadas 30 Execução de Obras Pressurização de Escadas 31 Execução de Obras Pressurização de Escadas 32 Execução de Obras Pressurização de Escadas 33 Execução de Obras Pressurização de Escadas 34 Execução de Obras Pressurização de Escadas 35
Execução de Obras Pressurização de Escadas 36 Execução de Obras Pressurização de Escadas 37 Execução de Obras Pressurização de Escadas 38 Execução de Obras Pressurização de Escadas 39 Execução de Obras Pressurização de Escadas 40 Execução de Obras Pressurização de Escadas 41 Execução de Obras Pressurização de Escadas 42
Execução de Obras Pressurização de Escadas 43 Execução de Obras Pressurização de Escadas 44 Execução de Obras Pressurização de Escadas 45 Execução de Obras Pressurização de Escadas 46 Execução de Obras Pressurização de Escadas 47 Execução de Obras Pressurização de Escadas 48 Execução de Obras Pressurização de Escadas 49
Execução de Obras Pressurização de Escadas 50 Execução de Obras Pressurização de Escadas 51 Execução de Obras Pressurização de Escadas 52 Execução de Obras Pressurização de Escadas 53 Execução de Obras Pressurização de Escadas 54 Execução de Obras Pressurização de Escadas 55 Execução de Obras Pressurização de Escadas 56
Execução de Obras Pressurização de Escadas 57 Execução de Obras Pressurização de Escadas 58 Execução de Obras Pressurização de Escadas 59 Execução de Obras Pressurização de Escadas 60 Execução de Obras Pressurização de Escadas 61 Execução de Obras Pressurização de Escadas 62 Execução de Obras Pressurização de Escadas 63
Execução de Obras Pressurização de Escadas 64 Execução de Obras Pressurização de Escadas 65 Execução de Obras Pressurização de Escadas 66 Execução de Obras Pressurização de Escadas 67 Execução de Obras Pressurização de Escadas 68 Execução de Obras Pressurização de Escadas 69 Execução de Obras Pressurização de Escadas 70
             
             
             
             
             
             

 Diversos biomateriais podem ser aplicados na engenharia de tecidos, mas poucos são utilizados em contato direto com células-tronco na forma de suportes de micropartículas, devido à falta de adesão, espalhamento e toxicidade do material, de forma que os tornam inviáveis junto ao cultivo celular. Um biomaterial promissor para bioengenharia é a fibroína, proteína fibrosa presente no casulo do bicho da seda (Bombyx mori), devido à sua resistência mecânica, biocompatibilidade e mínima reação inflamatória, porém, suas caracteristicas são pouco conhecidas na literatura. O mesmo não ocorre com o colágeno que já é bastante estudado por pesquisadores e, assim como a fibroína, apresenta propriedades naturais que incluem baixa resposta imunológica, baixa toxicidade e habilidade de promover o crescimento celular, porém o uso do colágeno em sua maior parte é em forma de filmes, esponjas e membranas. Como existem poucos métodos relacionados para preparação e caracterização de micropartículas em formatos esféricos e porosos, este trabalho teve por objetivo desenvolver e caracterizar micropartículas à base de colágeno ou fibroína, tratadas ou não com glutaraldeído (GA), para ser utilizado como suporte para células-tronco mesenquimais e avaliar a citotoxicidade destes materiais em cultura celular.Nos resultados de Calorimetria Exploratória Diferencial para ambos os materiais, colágeno e fibroína quando submetidas a tratamento com GA, a temperatura de desnaturação e degradação aumenta, respectivamente. Na microscopia ótica, eletrônica de varredura e birrefringência, observa-se o aparecimento de rugosidade e poros e/ou bolhas de ar no interior das micropartículas em maior quantidade quando tratadas com GA, o que pode ser um fator positivo para aderência celular no suporte. A porcentagem de água absorvida é maior no colágeno devido às estruturas hidrofóbicas em maior quantidade na fibroína, porém, quando tratadas com GA, a absorção é estabilizada em um curto tempo em ambos os materiais. Os picos nos espectros de FTIR mostram as bandas amidas I, II e III dos materiais e as alterações sofridas quando em contato com GA e os testes de citotoxicidade que ambos materiais tratados ou não, são atóxicos, mas o desenvolvimento celular nas micropartículas de fibroína é mais lento e diminui quando tratados com GA, por possuir mais estruturas ordenadas na forma de -folha quando se necessita de um crescimento mais controlado das células nas micropartículas.